Coletânea de poemas feministas Bertha Lutz

Atualizado: há 2 dias

Introdução Carta de Direito da ONU: “o advento de um mundo em que mulheres e homens gozem de liberdade de palavra, de crença e da liberdade de viverem a salvo do temor e da necessidade foi proclamado como a mais alta aspiração do ser humano comum”.

Artigo 8, Carta de Direitos da ONU: “Todo ser humano tem direito de saber...”

Se não fosse a luta de Bertha Lutz (com apoio de Minerva Bernardino, da República Dominicana) na Conferência das Nações Unidas em 1945, onde foi redigida a Carta de Direitos da ONU, na sua Introdução não haveria a palavra “mulher”, e, no seu Artigo 8, “ser humano” seria substituído por “homem”.

Esse protagonismo das duas diplomatas latino-americanas foi apagado da história da ONU e até mesmo do Brasil.

A Editora Persona procura ajudar no redescobrimento dessa figura de importâ